VICTOR ESPADINHA

BIOGRAFIA

Victor Espadinha é um artista de renome no panorama nacional e não precisa de grandes apresentações. Com quase seis décadas de carreira, como músico e ator, conta com inúmeros sucessos e a sua vasta experiência de palco faz com que as suas atuações deixem uma marca na memória de qualquer um.

Nasceu em Lisboa em 1939, mas deu os primeiros passos na vida artística no Teatro Avenida, na cidade de Lourenço Marques (atual Maputo), a capital moçambicana, entre 1956 a 1964. Ao longo dos tempos desempenhou as mais variadíssimas funções, de entre as quais foi jornalista no jornal moçambicano A Tribuna e trabalhou, mais tarde, na Rodésia do Norte, numa estação televisiva inglesa.

Em 1966, pouco tempo depois de ter regressado a Portugal, é no Teatro Viallaret que se apresenta ao público português, com a comédia “Deliciosamente Louca”, onde contracenou com nomes como Eunice Muñoz, Rogério Paulo, João Perry e Rui de Carvalho. Contudo, só em 1974, com a estreia da comédia “Mostra-me a Tua Piscina”, que esteve em cena durante dois anos no Capitólio, é que obteve o seu primeiro grande sucesso, tendo sido o salto que o ator precisava para consolidar a sua carreira.

Muitos foram os projetos em que Vítor Espadinha se envolveu. “A Visita da Cornélia”, concurso onde interpretava um palhaço, fez com que assinasse contrato com a Polygram, editora musical, e gravasse três discos. A par do seu êxito “Recordar é Viver”, que se tornou, provavelmente, o maior marco da sua carreira enquanto cantor, Espadinha participou na música “Ouvi Dizer”, dos Ornatos Violeta, um dos maiores sucessos da banda.

Como ator, a sua vasta carreira conta com inúmeros sucessos. Seja no teatro, com peças como “Cabaret”, “Às Nove Em Ponto”; em televisão, em séries como “Maré Alta”, “Malucos do Riso” e “Família Mata”; ou até mesmo no cinema, no filme “Viúva Rica Solteira Não Fica”; são incontáveis os êxitos pelos quais o artista é reconhecido. Assim, Vítor Espadinha é, hoje em dia, um dos atores mais aclamados pelo público português e que, apesar dos seus 80 anos de idade, ainda transmite a alegria e a paixão de quem ama as artes, em especial o teatro e a música.

2020 será um ano de muitas novidades, uma vez que este será o ano em que Vítor Espadinha apresenta um novo álbum e uma nova peça teatral. Agendado para Maio, o artista reúne no seu novo trabalho discográfico alguns dos seus grandes êxitos, assim como cinco novos temas. De relembrar que o seu single, “Recordar é Viver”, tem mais de um milhão de cópias vendidas. No entanto, a par deste novo álbum, Vítor Espadinha apresenta-se também no teatro com uma nova peça. Esta peça consiste num monólogo, em que o ator interpreta a solo três personagens.

A Rhodes Live, divisão do grupo Rhodes Entertainment, tem o prazer de anunciar que a partir de agora irá agenciar este tão aclamado artista nacional em todos os seus projetos.

FOTOGRAFIAS

VÍDEOS